Cânions do Xingó: onde fica, o que fazer, onde comer?

Alt="cânions do xingó"

Quem está procurando um passeio diferente para fazer e, ao mesmo tempo, paradisíaco, precisa conhecer os Cânions do Xingó. Uma região com uma das paisagens mais bonitas da diversidade brasileira e banhada pelas águas do Rio São Francisco.

Ele fica localizado em Canindé de São Francisco, uma cidade do interior do país, sertão de Sergipe. Um lugar perfeito para viver dias de muita aventura, sol e companhias agradáveis, tudo isso regado a comida boa e muitas risadas. Vamos fazer essa viagem com a gente e conhecer todos os detalhes dos Cânions do Xingó? 

O que é um Cânion?

Bom, para quem não conhece bem ou não está muito familiarizado, primeiro vamos te contar o que é um cânion. Ele é um desfiladeiro profundo e estreito, geralmente formado pela erosão causada pela água, como rios ou córregos, ao longo de milhares ou até milhões de anos. 

Os Cânions do Xingó, estão localizados no rio São Francisco, são um dos mais impressionantes do Brasil, famoso por suas águas verde-esmeralda e paredes rochosas imponentes. Coisa mesmo de tirar o fôlego de qualquer um. 

Alt="cânions do xingó"
As formações rochosas dos Cânions do Xingó – Foto Acervo Pessoal

Quando ir aos Cânions do Xingó

A melhor época para visitar os Cânions do Xingó é durante a estação seca, de maio a setembro, quando as águas estão mais calmas e é mais seguro navegar. Para chegar até esse local você pode fazer de duas formas, partindo de Alagoas e também de Sergipe.

Aliás, uma curiosidade sobre esse espetáculo da natureza é que ele é o quinto maior cânion navegável do mundo. Para conhecer esse lugar, o mais recomendado é partir de Aracaju, capital do Sergipe. Além de conseguir fazer o traslado de carro, é possível chegar de ônibus, já que a cidade é ponto turístico e recebe linhas com essa rota diariamente.

As formações dos Cânions do Xingó tem aproximadamente 60 milhões de anos, bem antiga não é? No entanto, eles se tornaram atração turística depois da abertura da Usina Hidrelétrica do Xingó. Que, aliás, também pode ser visitada e aqui no nosso blog, te contamos como.

Curiosidades sobre o Rio São Francisco

Rio São Francisco, é o maior rio totalmente brasileiro, conhecido como “Velho Chico” é repleto de história e cultura. Além de abrigar uma rica diversidade de vida selvagem, como aves e peixes. Separamos 6 curiosidades sobre esse lugar para te contar:

1. Rio da Integração Nacional

O São Francisco é conhecido como “Rio da Integração Nacional” devido ao seu papel importante na integração geográfica, econômica e social do Brasil. Ele liga várias regiões do país.

2. Nascente na Serra da Canastra

Apesar de ser muito famoso no Nordeste, ele é de outra região do país. Sua nascente está localizada na Serra da Canastra, no estado de Minas Gerais, a uma altitude de aproximadamente 1.200 metros.

3. Extensão e Bacia Hidrográfica

O rio tem uma extensão total de aproximadamente 2.830 km, percorrendo cinco estados brasileiros (Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe), e sua bacia hidrográfica abrange uma área de cerca de 641.000 km².

4. Importância Histórica e Cultural

O São Francisco desempenhou um papel fundamental na colonização do Brasil, servindo como rota de transporte e comunicação desde os tempos coloniais. Além disso, é uma fonte de inspiração para a música, a literatura e outras formas de expressão cultural brasileira.

Quem é que nunca ouviu “Riacho do Navio” do cantor Luiz Gonzaga? Ela faz uma homenagem ao Rio São Francisco:

“Riacho do Navio

Corre pro Pajeú

O rio Pajeú vai despejar

No São Francisco

O rio São Francisco

Vai bater no meio do mar

O rio São Francisco

Vai bater no meio do mar”

5. Biodiversidade

A bacia do São Francisco abriga uma grande diversidade de fauna e flora, incluindo espécies endêmicas e ameaçadas de extinção, como o peixe-boi (Trichechus inunguis) e a arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari).

6. Projetos de Irrigação e Energia

O rio é fonte de água para uma série de projetos de irrigação ao longo de seu curso. Bem como para usinas hidrelétricas, como a Usina Hidrelétrica de Sobradinho, uma das maiores do Brasil.

O que fazer na região dos Cânions do Xingó 

Para não ter nenhum imprevisto na hora de conhecer os Cânions do Xingó, recomendamos que você feche um pacote com a nossa agência de turismo. Você vai reservar seu dia e horário e fazer esse passeio fluvial com muita comodidade e segurança.

O tour por essa beleza natural dura aproximadamente 3 horas e custa R$ 135,00 reais por pessoa. O ideal é ir de roupas de banho, levar protetor solar, um chapéu e não esquecer de carregar o celular para registrar os momentos.

Quanto as refeições, você pode ficar tranquilo, pois, o passeio tem parada para banho em pontos de apoio. No caso dos Cânions do Xingó, a parada é no restaurante Karrancas. Ele oferece comidas típicas, bebidas e toda estrutura necessária para você aproveitar o dia por lá.

Alt="cânions do xingó"
Passeios para fazer nos Cânions do Xingó – Foto: Acervo Pessoal

Grota do talhado

Depois de chegar ao Cânions do Xingó é possível fazer mais uma visita em um dos paraísos desse lugar, a Grota do Talhado.  São formações rochosas mais estreitas e que passa a sensação de que as águas são ainda mais verdes. O passeio nesse lugar costuma ser mais rápido, mas garante muitas fotos para as suas redes sociais. 

Voltando para o rio é possível aproveitar para dar um mergulho nas piscinas naturais. Apesar de ser fundo, são disponibilizados coletes e macarrões para os banhistas se sentirem mais seguros. Além disso, esses locais possuem um proteção para que o banho seja mais tranquilo, sem a presença de bichos.

Se você estiver indo com crianças, pode aproveitar muito, lá existe uma piscina natural mais indicada para os pequenos e para quem se sentir mais confortável.

Espaço Ecológico Angicos

O Espaço Ecológico Angicos está localizado nas margens do Rio São Francisco e é mais uma opção de parada na região. Com uma boa estrutura, o visitante pode aproveitar o dia nas piscinas naturais e ainda usufruir da culinária local.

Grota do Angico

A Grota do Angico faz parte da Rota do Cangaço e é um dos locais mais procurados pelos turistas que viajam até essa região. Por lá é possível conhecer o lugar exato que Lampião e Maria Bonita foram mortos, em 1938.

Além disso, dá para tirar fotos nas três cruzes que fazem homenagem ao policial morto e aos dois ilustres cangaceiros. No entanto, para chegar até lá, é preciso fazer uma trilha e passar por lugares com muitas pedras. O ideal é ir acompanhado de um guia e com roupas leves, calçados apropriados e garrafa de água.

Museu de Arqueologia do Xingó

De acordo com a Universidade Federal de Sergipe, o Museu de Arqueologia do Xingó foi inaugurado em 2000. Ele tem a função de manter a manutenção de pesquisa e preservação do patrimônio arqueológico do Baixo São Francisco.

É um lugar rico de histórias e que conta um pouco sobre o descobrimento dessa região. Um passeio indicado para toda a família. Além de esqueletos, ainda tem peças de cerâmicas expostas, que mostra toda a riqueza desse lugar.

Conheça Piranhas e faça tour pela cidade histórica do sertão alagoano

Para quem chegou até aqui, é sinal de que conhecer Piranhas e os Cânions do Xingó é uma prioridade. Mas, afinal, você precisa planejar tudo sozinho? A resposta é não. Apesar de termos te mostrado tudo em detalhes sobre o que é, que fazer, onde comer e todas as particularidades de uma viagem como essa, você pode contar com uma assessoria especializada.

Aqui na Agência Conheça Piranhas você tem toda a facilidade e praticidade de planejar sua viagem e seus passeios. Para isso, basta entrar em contato conosco e consultar as disponibilidades e garantir uma estadia perfeita e sem estresse. Não perca mais tempo, venha conhecer as belezas naturais do Cânions do Xingó e se banhar nas águas do Velho Chico.

Picture of Conheça Piranhas

Conheça Piranhas

Deixe Piranhas conhecer você!

Compartilhe nas mídias:
Facebook
Email
WhatsApp