Cânion do Xingó: 5 segredos que ninguém te contou e por que você deve conhecê-lo!

alt="cânion do xingó"

Quem não tem vontade de visitar o maravilhoso Cânion do Xingó, não é mesmo? Afinal, o destino recebe inúmeros turistas que não veem a hora de testemunhar os seus incríveis paredões rochosos aflorando sobre um dos principais afluentes do rio São Francisco.

Mas provavelmente não te contaram ainda é que o Cânion do Xingó guarda uma série de segredos, e ao final deste artigo você ficará por dentro dos 5 principais. Bateu a curiosidade? Então vem com a gente!

O que você precisa saber antes de tudo

Localizado na divisa entre Alagoas, Sergipe e Bahia, o Cânion do Xingó abriga um espetáculo de formações areníticas que esbanjam imponência e charme ao longo do rio São Francisco.

E você pode acessar essa atração partindo da cidade de Piranhas, pela cidade de Olho D’Água do Casado, por Delmiro Gouveiro ou de Canindé (em Sergipe), cidades com uma ótima estrutura de hospedagens para você descansar antes do seu passeio.

O que ninguém te disse sobre o Cânion do Xingó

Dito isso, agora você ficará por dentro de 5 segredos que muitos não sabem sobre esse lugar, e assim estará 100% preparado para aproveitar essa atração em sua totalidade!

Vamos lá?

1. Uma paisagem natural criada pelo ser humano

Sim, você leu direito: por incrível que pareça, o que conhecemos como Cânion do Xingó surgiu apenas em 1994, ano de construção da Usina Hidrelétrica de Xingó.

Isso porque a antiga fenda entre dois picos de montanhas foi inundada pelo afluente do rio São Francisco, que basicamente triplicou de tamanho com a construção da barragem. Por esse você não esperava, não é mesmo?

2. O Cânion do Xingó é um dos maiores do mundo

170 metros de profundidade. 65 quilômetros de extensão. Largura de 50 a 300 metros. São essas as dimensões do Cânion do Xingó: um dos maiores cânions navegáveis de todo o mundo!

Esse labirinto de paredes de até 50 metros de altura pode ser atravessado de lancha ou cataramã, onde rola bastante música, churrasquinhos e bebidas para animar o passeio.

3. Cânion do Xingó ou sítio arqueológico?

Como se não bastassem maravilhas como a Pedra da Águia e a Pedra do Japonês, o Cânion do Xingó ainda exibe vestígios de pinturas rupestres e fragmentos de utensílios usados há cerca de 8 mil anos!!!

Quem diria que esse destino seria de uma riqueza histórica e arqueológica tão grande, não é mesmo?

4. Não, o passeio não acaba nos cataramãs

Ao final do trajeto, o turista tem 1 hora para descer do cataramã e curtir uma das piscinas naturais do Velho Chico.

Mas se você prestar atenção, vai perceber alguns barquinhos de prontidão na entrada do Paraíso do Talhado, um corredor estreito de rochas que esbanjam estátuas de São Francisco e desenhos formados pelo reflexo das águas incrivelmente verdes.

Dito isso, é importante levar sempre algum dinheiro com você, já que esse passeio é considerado o ponto alto da viagem e deve ser pago à parte!

5. Um poço de adrenalina

Boa notícia para os aventureiros de plantão: por lá também é permitido a prática de esportes como escalada, rapel, trekking e tirolesa, permitindo que você se divirta ao máximo na paisagem impactante desses vales rochosos.

Nada mal, não é mesmo?

Viu quanta coisa deu para descobrir sobre o Cânion do Xingó?

Então agora que você tem essas informações, aproveite para conhecer um dos destinos mais procurados pelos turistas brasileiros, e você com certeza não se arrependerá. Boa viagem!

Picture of Conheça Piranhas

Conheça Piranhas

Deixe Piranhas conhecer você!

Compartilhe nas mídias:
Facebook
Email
WhatsApp

Menu

Abrir bate-papo
Bem-vindo à Conheça Piranhas! 🚤🌅

Pronto para uma experiência incrível? Fale com a gente no WhatsApp e planeje seu passeio! 📲